Ciclo emocional da dor crônica

24/06/2021

As emoções, assim como os comportamentos, passam por altos e baixos, como uma montanha russa quando temos dor. O ciclo emocional anda de mão dadas com o ciclo comportamental. Quanto mais conseguimos fazer, melhor é o nosso humor e quanto menor o comportamento, pior é o humor.

Já falamos do ciclo comportamental http://clinicacaif.com.br/dor-cronica/o-ciclo-comportamental, por isso vamos nos concentrar no ciclo emocional, que contém 5 estágios.

1º estágio – Medo e preocupação

Quando você sente dor pela primeira vez, o medo e a ansiedade tomam conta de você. Pensa que pode ser uma doença grave ou incapacitante. E quanto mais se preocupa com a dor mais ela parece piorar, ficando cada vez mais difícil de ignorar.

2º estágios – Esperança e promessa

Quando você identifica o que está causando a dor, você para de ter medo e passa a ter esperança de que a medicina irá ajudar, que sua dor vai passar e sua vida vai voltar ao normal.

Na sociedade, quando alguém se quebra, esperamos que alguém conserte, mas com a dor crônica isso nem sempre é possível, com isso sua esperança começa a diminuir.

3º estágios – Raiva e frustração

Perguntas como: por que eu? O que eu fiz para merecer isso? Começam a aparecer na sua cabeça e te levam a culpar você e os outros. O que te perturba é a sensação de que nada funciona e nada resolve. Esses pensamentos a respeito da dor geram em você emoções de raiva e frustração.

Você começa a buscar o controle da dor, algumas vezes de maneira destrutiva, como por exemplo, aumentar a dose da medicação, fazer maior uso de bebida alcoólica e, para alguns, o uso de drogas ilícitas.

Na minha experiencia pessoal, por não tolerar a dor e por entender que precisava trabalhar, usei tanto remédio para enxaqueca que o excesso de medicação vasoconstritora me levou a uma perda de consciência.

Você fica irritado, impaciente, reclamando de tudo, brigando com a dor, consigo e com os outros, xingando tudo e todos.

4º estágio – Culpa e retraimento

Ao minimizar o impacto emocional da raiva e da frustração, você se sente culpado das coisas que disse e fez neste período. Responsabiliza-se por não ser capaz de dar conta das tarefas em casa, no trabalho e por precisar de ajuda. Tudo isso te faz ocultar e reprimir suas emoções.

5º estágio – Esperança renovada, seguida por depressão

Quando você melhora, fica otimista e acredita que tudo está se reestabelecendo, que finalmente encontrou o tratamento correto. Empolga-se, com a volta da vida como era antes. Mas quando a dor volta a decepção, depressão e ansiedade apoderam-se de você. Sua autoestima fica abalada, você começa a se retrair e a dor vira o seu foco. Mantendo o ciclo emocional da dor.

Patrícia R. Areco C. O. CRP 06/48251 – Especialista em Terapia Cognitiva