Quer ter uma arma de fogo, mas não passou na avaliação psicológica?

31/08/2020
fundo escuro, símbolo da psicologia e texto avaliação psicológica para o manuseio da arma de fogo
  • Um bom processo de avaliação inclui uma boa entrevista, a bateria de testes, correção e entrevista, a bateria de testes, correções e entrevista de devolutiva, momento em que o psicólogo dá um feedback, apresentando para o cliente os seus resultados e mostrando os pontos positivos e os pontos a melhorar. Esse é um momento maravilhoso e enriquecedor. Todos os clientes têm o direito a essa entrevista, tanto aptos e principalmente os inaptos.
  • Se você foi inapto e recebeu seu feedback, o psicólogo deve ter apontado para você, além das suas características positivas, aquelas que precisam ser melhoradas. Se você não recebeu o feedback, entre em contato com o profissional que realizou sua avaliação e solicite. Caso você tenha recebido sua orientação e por qualquer motivo você não se lembra dos pontos a melhorar, procure o profissional e solicite uma nova devolutiva, escute com calma, peça orientação sobre os caminhos que você pode percorrer para desenvolver as habilidades necessárias, que pode ser desde uma simples consulta ao médico oftalmologista, por exemplo, as vezes você não está enxergando o suficiente para fazer o teste de atenção no tempo previsto, o que faz com que seu resultado fique rebaixado, ou o encaminhamento para um neurologista que faça reabilitação atencional, ou um psicólogo e até mesmo um psiquiatra para trabalhar as questões emocionais que estão mais elevadas. Passe pelo processo, cuide das suas habilidades, para depois mais tarde se submeter a nova avaliação.

Patrícia Areco - CRP 06/48251 Patrícia Regina Areco Coelho de Oliveira é especialista em Avaliação Psicológica e credenciada a Polícia Federal há 10 anos.