Auto Conhecimento, Autocompaixão e Dor Crônica

25/01/2021

O valor do autoconhecimento não está em mudarmos todos os comportamentos e sim em aceitar as nossas limitações respondendo a elas com compaixão, gentileza e apoio nos momentos de dificuldade.

Quando entendemos e acolhemos as nossas dificuldades internas e externas, começamos a ter a força necessária para prosperar.

Você sabia que pesquisas científicas sobre a autocompaixão nas últimas décadas demonstram seus benefícios para o bem estar: felicidade, satisfação na vida, motivação, melhores relacionamentos, menos dor, menos ansiedade e depressão? Pelas pesquisas dizem que as pessoas apresentam também um aumento na capacidade de resiliência para enfrentar os eventos estressantes da vida como a dor crônica, por exemplo.

Não é tão fácil ter consciência quando estamos sofrendo, passando por dificuldades. Normalmente não gostamos do que está acontecendo como também pensamos que é nossa culpa, que há algo de errado conosco.

Nossos pensamentos automáticos nessas situações podem ser: “eu não gosto desse sentimento”; “eu não deveria ter esse sentimento”; “tem algo de errado comigo”; “eu sou mau”. É importante aprendermos a nos relacionar com a nossa vida de forma mais consciente. No meu ponto de vista a terapia é a forma mais rápida e eficaz de fazer isso acontecer.

É claro que podemos fazer isso sozinhos, mas a terapia nos faz ganhar tempo, diminui nosso sofrimento e aumenta nossa qualidade de vida.

Quando exercitamos a autocompaixão aprendemos a ser gentis conosco em meio ao sofrimento.

A autocompaixão ajuda a evitar a raiva e autopiedade e permite que permaneçamos pacientes e amorosos apesar do estresse e do desespero que a dor nos faz sentir.

Podemos, no momento de dor praticar a meditação para bondade amorosa repetindo frases como: “que eu possa estar seguro”; “que eu possa ser feliz”; “Que eu possa viver com facilidade”. Sugiro que você tenha essas frases anotadas em local de fácil acesso para que, até que elas se tornem automáticas, você possa praticá-las. Sugiro mais, crie um checklist de estratégias para serem feitas no momento da dor.

Lembre-se é preciso muita prática para vermos o resultado, devemos ser persistentes. O trabalho pode ser desafiador, por isso encontre uma forma que seja agradável e fácil.

Comece sua Jornada! Hoje é o seu melhor momento!

Patricia Areco - CRP 06/48251 - Especialista em Terapia cognitiva

Bibliografia: Manual de mindfulness e autocompaixão - um guia para construir forças interna e prosperar na arte de ser seu melhor amigo. Neff, Kristin. 2019 Artmed